EUA pedem extradição de antigo vice-presidente das Honduras

Lusa 03 de janeiro de 2016
Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 17 a 23 de junho
As mais lidas

Os Estados Unidos pediram a extradição de Jaime Rosenthal, um dos maiores magnatas do país, que acusam de tráfico de droga e branqueamento de capitais

Os Estados Unidos pediram a extradição do antigo vice-presidente das Honduras Jaime Rosenthal, um dos maiores magnatas do país, que acusa de tráfico de droga e branqueamento de capitais, informou Tegucigalpa.

Reuters
O Departamento do Tesouro anunciou em Outubro que ia acusar Rosenthal, de 79 anos, o seu filho Yani e o seu sobrinho Yankel devido às "suas actividades de branqueamento de capitais e tráfico de droga".

"Não é um dia de alegria para as Honduras, está muito longe de ser um dia feliz para a família Rosenthal, todos o lamentamos e preferíamos que não acontecesse, mas o pedido de extradição foi apresentado", disse o ministro dos Negócios Estrangeiros hondurenho, Arturo Corrales.

Segundo Corrales, as Honduras receberam o pedido de extradição antes de 24 de Dezembro, mas esperavam que o documento fosse traduzido para espanhol.

O governante acrescentou que Rosenthal, que foi vice-presidente entre 1986 e 1989, sofre de uma "doença grave" e lembrou que acções legais já foram apresentadas contra o empresário nas Honduras.

De acordo com o Ministério Público, o magnata é suspeito de "fraude fiscal e falsificação de documentos", acusações alegadamente relacionadas com a importação de carne do Brasil, que terá sido falsamente documentada como vinda dos Estados Unidos, de modo a evitar contribuições.
Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Investigação
Opinião Ver mais