Thomas Erikson: “Os psicopatas inteligentes podem ser presidentes”

Thomas Erikson: “Os psicopatas inteligentes podem ser presidentes”
Vanda Marques 05 de julho

Foi perseguido por uma psicopata que só parou quando o sueco contactou a polícia. Mas para o escritor – com livros traduzidos em 21 línguas – todos podemos ser vítimas destes manipuladores.

Devia ter atenção a estas profissões: CEO, advogado, trabalhador de um órgão de comunicação social, vendedor, cirurgião, jornalista, polícia, líder religioso, chef ou funcionário governamental. Porquê? São as profissões mais comuns entre os psicopatas. Thomas Erikson, especialista em comportamento e comunicação, recolheu vários estudos sobre o tema – como o das profissões, do psicólogo Kevin Dutton – para nos ajudar a identificar o que temos por perto. O escritor alerta que estas pessoas vão fazer tudo para o manipular, enganar e usar. Depois de escrever Rodeado de Psicopatas recebeu vários emails com a pergunta: O que devo fazer? A única resposta é: "Afaste-se."


Estamos mesmo rodeados de psicopatas?
De acordo com as mais recentes descobertas, existem entre 2% e 4% de psicopatas na população mundial. Mas vamos dizer que são apenas 2%, ou seja, perto de 100 milhões de psicopatas. São muitos a tentarem manipular-nos e isso é assustador. Os psicopatas parecem-se connosco, mas não têm nada a ver connosco. Têm um mindset completamente diferente. Escrevi este livro por causa do meu anterior, o Rodeado de Idiotas, em que explicava a melhor forma de comunicar com os outros, ou seja, adaptando-nos ao tipo de comportamento de cada um. Queria diminuir o número de conflitos desnecessários e de mal-entendidos. O que aconteceu é que comecei a receber emails a dizer: "Pode ensinar-me a usar melhor estas regras nas pessoas?" Não quero que se assustem, mas as pessoas não podem ser ingénuas – há mais psicopatas do que pensamos.

É difícil distingui-los?
Não são todos o Hannibal Lecter [personagem dos livros de Thomas Harris e do filme O Silêncio dos Inocentes]. Pensas em psicopatas e imaginas um serial killer. Mas não. Os psicopatas não têm uma doença que se trate com psicoterapia, eles nascem assim. A amígdala no cérebro – o centro que controla as emoções – é diferente. Podemos ver isso em ressonâncias magnéticas, no cérebro de um psicopata ativam-se menos circuitos ligados, por exemplo, a julgamentos morais. Os primeiros sinais de psicopatia surgem nos rapazes com 10 anos. Aliás, é mais frequente existirem homens psicopatas do que mulheres. Eles imitam as pessoas. Quanto mais velhos, mais inteligentes e mais enganadores. Se forem estúpidos, são apanhados e presos. Os psicopatas inteligentes podem chegar muito, muito longe. Podem ser presidentes de um país, CEO das maiores empresas que tu possas imaginar.

No livro descreve-os como "predadores" e diz que "isso soa a dramático, mas é". Porquê?
Vi de perto como um homem que se casa com uma mulher, entra na vida dela, só para viver à sua custa. Ele só queria tirar tudo o que lhe pertencia. É um predador. Eles não têm empatia, não têm medo, nem remorsos. Não querem saber de nós. Os psicopatas estúpidos e violentos acabam atrás das grades – cerca de 25% dos presos são psicopatas –, mas os outros estão entre nós.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui