Siga o nosso canal no WhatsApp e não perca as grandes histórias da SÁBADO. Seguir

O pintor Moita Macedo, visto pelo filho Paulo

O pintor Moita Macedo, visto pelo filho Paulo
Ana Taborda 08 de fevereiro

Começou por pintar na sala da sua casa, em Queluz, mas também nos escritórios da Siderurgia Nacional, onde conheceu António Champalimaud. Católico e comunista, dizia poemas de improviso, desenhava obsessivamente, conviveu com Almada Negreiros e Júlio Pomar.

O pin da Caixa Geral de Depósitos na lapela é o único sinal visível de um banqueiro que, no dia 1 de fevereiro à tarde, não quer falar de Finanças nem de si próprio – a não ser no que o liga ao pai, pintor e poeta, militante comunista e católico convicto, que tanto pintava Cristos como D. Quixotes e caravelas, mas que pintava sempre, muito, de forma compulsiva, em cadernos, folhas de papel, separadores de arquivadores ou caixas de charutos.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Cuidados Intensivos

Hooligans

Nos debates, ganha quem o hooligan quer que ganhe – e isso é válido para o hooligan anónimo, que grita para o televisor “Dá-lhe, Pedro Nuno!”, como para o hooligan em estúdio, que apesar de usar fato e gravata também está de tronco ao léu, agarrado à vedação do estádio, a chamar nomes ao árbitro.

Talvez crónica

Somos feitos da curiosidade que temos

Uma pessoa que se rende à falta de curiosidade nunca vai saber o que está a perder. Deixa-se ficar deitada a apanhar pó por dentro, enquanto a vida lá fora avança em passos largos e fugidios. As respostas ficam cabisbaixas trancadas numa sala, a trocarem olhares entre elas, ansiosas por se virem mostrar como nunca antes as viram.

A Lagartixa e o jacaré

Debates

O papel dos comentários pós-debates ajuda a fixar uma impressão, mesmo quando a composição dos comentadores parece de antemão favorecer um lado ou outro. Parece e é. A maioria dos comentadores é hoje favorável à direita.

No país emerso

O feminista António Pinto Pereira

O Dr. Pinto Pereira só afirma que as mulheres “são muito mais importantes e valiosas do que os homens” precisamente porque as perceciona como seres frágeis, carentes de proteção e merecedoras da sua condescendência, honrando os valores machistas do seu partido