Peng Shuai reaparece em vídeos. WTA considera provas "insuficientes"

Peng Shuai reaparece em vídeos. WTA considera provas 'insuficientes'
Diogo Camilo 21 de novembro

Tenista chinesa desapareceu a 2 de novembro depois de ter acusado o vice-primeiro ministro chinês de abuso sexual. Qualquer referência à tenista ou ao caso continua proibida nas redes sociais da China.

Desaparecida durante semanas, a estrela chinesa do ténis Peng Shuai repareceu este domingo em vídeos a autografar bolas a crianças num evento organizado pelo China Open, em Pequim. As imagens foram partilhadas por jornalistas ligados ao Governo chinês, mas a Associação de Ténis Feminina (WTA) continua a não estar convencida do paradeiro da chinesa, referindo que não é claro se Peng está em liberdade.

Nos vídeos divulgados, a tenista de 35 anos é vista a posar para as câmaras e a autografar bolas para crianças no Fila Kids Junior Tennis Challenger Finals. Peng Shuai não é vista desde o dia 2 de novembro, quando alegou, numa publicação no seu perfil na rede social Weibo, que Zhang Gaoli, vice-primeiro ministro chinês de 75 anos, havia abusado sexualmente dela, numa mensagem que desapareceu da internet 20 minutos depois.

Desde então, qualquer referência à tenista ou ao caso tornou-se proibida nas redes sociais e nos meios de comunicação oficiais chineses, com a conta da chinesa a desaparecer e sem Zhang ou outro membro do governo chinês a comentar as denúncias.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais