Morreu o ator Charles Grodin, protagonista de comédias como o cão "Beethoven"

Lusa 19 de maio
As mais lidas

Nos anos 90, o ator brilhou em Dave, que lhe valeu um American Comedy Award, e nas duas primeiras partes da saga cinematográfica Beethoven (1992).

O ator Charles Grodin, que protagonizou comédias como "The Heartbreak Kid" e as primeiras partes da saga sobre o cão "Beethoven", morreu na terça-feira aos 86 anos de idade, na sua casa em Connecticut, nos Estados Unidos.

REUTERS/Andrew Kelly
A sua família confirmou a morte aos meios de comunicação social, que recordaram que o intérprete não só trabalhou no grande ecrã, mas também em programas da Broadway, como Same Time, Next Year, para além de colaborar em programas de rádio e televisão.

Grodin alcançou um espaço em Hollywood, com os seus papéis de homem de família urbano frustrado, incluindo o seu primeiro grande sucesso de bilheteira, em 1972, The Heartbreak Kid, para o qual foi nomeado para um Globo de Ouro de Melhor Ator numa comédia.

O ator continuou a trabalhar em blockbusters, como King Kong (1976) e em filmes ao lado de estrelas como Warren Beatty, em Heaven Can Wait (1978) e Robert De Niro, em Midnight Run (1988), uma obra pela qual ganhou o prémio de melhor ator principal no Festival Internacional de Cinema de Valladolid.

Nos anos 90, o ator brilhou em Dave, que lhe valeu um American Comedy Award, e nas duas primeiras partes da saga cinematográfica Beethoven (1992).

Grodin interpretou o pai rígido da família que inicialmente se recusou a cuidar de um cão, Beethoven, que conquistou audiências e arrecadou mais de 147 milhões de dólares (120,2 milhões de euros) de bilheteira.

O ator voltou a fazer parte do elenco da segunda parte da saga, lançada em 1993, da qual se separou para iniciar um período como colaborador regular de programas de televisão.

Nascido na Pensilvânia, Grodin estudou representação em Miami e mudou-se para Nova Iorque, onde trabalhou no teatro antes de dar o salto para Hollywood.