Quase dois mil portugueses foram detidos no estrangeiro em 2017

Lusa 29 de março de 2018
As mais lidas

O número de detidos aumentou no ano passado, cifrando-se nos 1.942 cidadãos, mais 155 do que em 2016.

O número de portugueses detidos no estrangeiro aumentou no ano passado, cifrando-se nos 1.942 cidadãos, mais 155 do que em 2016, segundo o Relatório de Segurança Interna (RASI) hoje divulgado.

Dos quase dois mil cidadãos portugueses presos em países estrangeiros, 589 estavam em Espanha, 365 em França, e 259 no Reino Unido.

Contudo, alerta o relatório, estes valores podem não reflectir o número total, já que a informação diz apenas respeito aos detidos que informaram os serviços consulares portugueses.

Por outro lado, 637 cidadãos portugueses foram deportados ou expulsos dos países onde estavam detidos, dos quais 391 (61%) da Europa, nomeadamente Reino Unidos, Franca e Suíça.

Outros 246 cidadãos portugueses foram deportados/expulsos do Canadá (103), Estados Unidos, Brasil e Angola.

Segundo o RASI, a criminalidade violenta e grave diminuiu 8,7% no ano passado, em relação a 2016, enquanto os crimes gerais aumentaram 3,3%.

O relatório reúne os indicadores de criminalidade registados pela Guarda Nacional Republicana, Polícia de Segurança Pública, Polícia Judiciária, Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, Polícia Marítima, Autoridade de Segurança Alimentar e Económica, Autoridade Tributária e Aduaneira e Polícia Judiciária Militar.
Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Investigação
Opinião Ver mais