Neill Lochery: "EUA e Reino Unido estavam a dormir no 25 de Abril. Literalmente"

Neill Lochery: 'EUA e Reino Unido estavam a dormir no 25 de Abril. Literalmente'
Marco Alves 24 de abril de 2017

O historiador escocês tem novo livro sobre Portugal, este sobre a Revolução dos Cravos. Diz à SÁBADO que, lendo os documentos recentemente desclassificados, se percebe como as embaixadas em Lisboa nada sabiam do País real

É um dos historiadores mais populares do mundo, e muita dessa fama começou depois de lançar um livro sobre a capital portuguesa durante a II Guerra Mundial - Lisboa 1939-1945, A Guerra nas Sombras da Cidade da Luz (Presença, 2012).

No seu novo livro, sobre a Revolução dos Cravos, Neill Lochery, nascido em 1965, diz que, lendo os documentos recentemente desclassificados em Londres e Washington, se percebe como as embaixadas em Lisboa dos EUA e do Reino Unido não tinham conhecimento do País para além das elites políticas e não previam, de todo, que um golpe ocorresse com origem no exército.

A entrevista seria por email, mas Lochery mudou de ideias e preferiu falar ao telefone.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação