Militares portugueses abandonam Afeganistão até final de maio

Militares portugueses abandonam Afeganistão até final de maio
Diogo Camilo 15 de abril
Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 9 a 15 de junho
As mais lidas

NATO colocou um fim à missão militar internacional, que começou após o 11 de setembro de 2001. Pelo país, passaram mais de 4500 militares portugueses nos últimos 19 anos.

Os militares portugueses em missão no Afeganistão vão sair do país até ao final do próximo mês de maio. A intenção foi anunciada em comunicado conjunto do Ministério da Defesa e Ministério dos Negócios Estrangeiros, depois da NATO colocar um fim à missão militar internacional que decorre desde 2001.

Miguel A. Lopes/Lusa

"Portugal participa desde 2002 no esforço da Aliança no Afeganistão, por onde passaram mais de 4500 militares nacionais. Com esta retirada, conclui-se um importante e prolongado contributo português na luta contra o terrorismo", refere a nota.

Ainda assim, e apesar de Portugal abandonar o terreno, o Governo dá conta de que irá continuar a contribuir com elementos de estado-maior nas estruturas de comando da missão até final da Missão Resolute Supportanualmente, e de apoios para o fundo de apoio ao Exercito Nacional Afegão até 2024.

"Portugal mantém o seu compromisso com os esforços da comunidade internacional no combate ao terrorismo em todas as suas formas e manifestações, de que são exemplos os contributos nacionais do Médio Oriente ao Sahel, do Corno de África a Moçambique", aponta a nota do Ministério da Defesa e Ministério dos Negócios Estrangeiros.

A chegada da NATO ao Afeganistão aconteceu em 2001, depois dos Aliados terem invocado, a 12 de setembro e pela primeira vez na história da Aliança, o artigo 5.º do tratado do Atlântico Norte, que determina que um ataque contra um ou mais dos membros da NATO é considerado um ataque contra todos, após os ataques do 11 de Setembro de 2001 aos EUA pela Al Qaeda.

Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Investigação
Opinião Ver mais