José Veiga, o investidor que não era um "príncipe" mas...

José Veiga, o investidor que não era um 'príncipe' mas...
SÁBADO 26 de dezembro de 2014

"Estamos interessados em falar com toda a gente", disse Ricardo Salgado aos restantes membros do Conselho Superior

A 27 de Janeiro de 2014, o Conselho Superior do Grupo Espírito Santo reuniu-se com dois grandes temas na agenda: a reestruturação do grupo – que contou com uma apresentação inicial de Amilcar Morais Pires – e o aumento de capital da Espírito Santo Control. Foi nesta fase, quando os membros do CS atiravam para cima da mesa nomes de possíveis investidores, que se chegou a José Veiga.  

O nome do antigo empresário de futebol foi avançado por Pedro Mosqueira do Amaral ao fim de 1h51m de reunião. O actual administrador do Novo Banco, na Alemanha, informou o Conselho Superior do interesse de José Veiga em representação do Presidente do Congo Brazzaville mas, no entanto, questionou Ricardo Salgado: "Mas estamos interessados em falar com o José Veiga?" Ao que o então líder dos Espírito Santo respondeu: "Estamos pá, estamos interessados em falar com toda a gente."

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais