IRS reduzido para rendas de casas reabilitadas sem prazo limite

Lusa 27 de dezembro de 2018
Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 4 a 10 de março
As mais lidas

O Fisco considera que não existe limite temporal para se beneficiar da taxa reduzida de 5% de IRS sobre os rendimentos de rendas de casas objecto de reabilitação urbana.

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) considera que não existe limite temporal para se beneficiar da taxa reduzida de 5% de IRS sobre os rendimentos de rendas de casas objeto de reabilitação urbana.

casas Lisboa
vista casas lisboa
casas Lisboa
vista casas lisboa
Este entendimento consta de uma informação vinculativa, agora publicada, em que a AT refere que aquele benefício fiscal é atribuído enquanto a casa estiver arrendada.

A possibilidade de se pagar uma taxa reduzida de IRS de 5% é um entre os vários incentivos fiscais que a lei atribui aos proprietários que façam obras a imóveis localizados em Área de Reabilitação Urbana (ARU).

Para se ter acesso a este benefício é necessário que os trabalhos de reabilitação ocorram entre 01 de janeiro de 2008 e 31 de dezembro de 2020 e que se trate de um imóvel arrendado, passível de atualização faseada de rendas, de acordo com o Novo Regime de Arrendamento Urbano (NRAU).

Cumpridas estas condições, o valor das rendas recebidas pelo proprietário paga uma taxa de 5% de IRS (sem que tal impeça a opção pelo englobamento) em vez da taxa autónoma de 28% que vigora atualmente para a generalidade dos rendimentos prediais.

Para a AT, sendo o Código dos Estatuto dos Benefícios Fiscais omisso em relação ao prazo durante o qual vigora esta taxa reduzida, a mesma "vigorará enquanto o imóvel se encontrar arrendado".

A resposta do fisco surgiu na sequência de uma dúvida de um contribuinte sobre o âmbito temporal deste benefício fiscal.

A par desta taxa de 5%, as casas reabilitadas que se situem em Área de Reabilitação Urbana (que no caso de Lisboa, por exemplo, coincide atualmente com praticamente toda a cidade) permitem ainda ao seu proprietário beneficiar de isenção de IMI e de IMT ou abater ao IRS 30% dos custos com as obras, até ao limite de 500 euros.

As mais-valias resultantes da alienação de imóveis reabilitados e localizados em ARU são também tributadas em IRS à taxa autónoma de 5%.
Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Investigação
Opinião Ver mais