Freitas do Amaral defende Ricardo Salgado

Freitas do Amaral defende Ricardo Salgado
Diogo Barreto 19 de dezembro de 2018

O antigo líder do CDS considera que Carlos Costa e Passos Coelho fizeram de tudo para tirar Ricardo Salgado da liderança do BES e pede que se use da "presunção de inocência" relativamente ao bancário.

Diogo Freitas do Amaral, ex-líder do CDS e candidato à Presidência da República em 1986, escreveu um artigo onde critica os "ataques" a Ricardo Salgado sem "novos factos, sem provas, sem qualquer argumento" e deixa um ataque ao Banco de Portugal, Carlos Costa e Pedro Passos Coelho.

Segundo o fundador do CDS, estas novas críticas vêm apenas "bater em quem foi atirado ao chão", uma "atitude muito feia", como escreve num artigo de opinião publicado no jornal Público.

No artigo de opinião publicado esta quarta-feira, Freitas do Amaral questiona, retoricamente, se Ricardo Salgado, acusado de dezenas de crimes de corrupção no âmbito da Operação Marquês, foi o único culpado de toda a situação do Banco Espírito Santo.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais