Estes deputados também recebem subsídios de deslocação indevidos

Elza Soares ou Duarte Pacheco também receberam ajudas de custo por residirem fora de Lisboa apesar de manterem casas na capital. Os abonos adicionais podem ultrapassar os €2 mil em alguns casos.

Uma investigação conduzida pela RTP1  e divulgada na noite de quinta-feira, 3 de Maio, demonstrou que há mais deputados que, apesar de terem uma residência em Lisboa, declaram morar em zonas afastadas da capital e receberem desta forma ajudas de custo de acordo com a distância e deslocamento apresentados. As informações foram recolhidas através do confronto das moradas apresentadas pelos deputados na Assembleia da República com as dadas no Tribunal Constitucional (que reúnem declarações de rendimentos e patrimónios).

Além do valor salarial auferido (que é superior mais de cinco vezes ao salário mínimo nacional), os deputados têm direito a ajudas de custo que são condicionais à realização ou não de deslocações, à residência do profissional, a deslocações em representação da Assembleia da República, entre outros. Estas ajudas de custo investigadas pela RTP1 incluem alimentação, alojamento e deslocação.

158 deputados em 230 no total da AR têm direito a abonos de deslocação por residirem fora de Lisboa. Segundo o JN, isto custou ao Estado 3.221.092,76 euros em deslocações no ano de 2017 e 
1.206.140,86 euros em 0218 até agora. 

A deputada Elza Soares do PS declarou uma morada em Mangualde como residência oficial, embora tenha um imóvel a 500 metros da Assembleia. Desta forma, a deputada socialista recebe 69,90€ por dia (sob a condição de estar presente nos trabalhos parlamentares) – e por 4 dias de trabalho semanais, recebe 1245,42€ por mês. A este valor acrescem-se as despesas de deslocação: uma viagem de ida e volta entre Mangualde e Lisboa ronda os 600 km e a deputada recebe como abono 0,36 cêntimos por quilómetro, o que contabiliza 864€ por mês. O total? 2019,42€ de ajudas de custo por mês, em detrimento do valor de 422,82€ por mês que receberia se a deputada desse a sua morada de Lisboa como residência oficial na Assembleia.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais