Dar bolos, dar pizza, dar máscaras. O que é doado aos hospitais

Dar bolos, dar pizza, dar máscaras. O que é doado aos hospitais
Leonor Riso 26 de março de 2020

Hospital de Santa Maria, em Lisboa, e de São João, no Porto, relatam uma verdadeira "onda de solidariedade".

Uma corda lançada pela janela foi um meio de a comunidade chinesa fazer chegar ao Centro Hospitalar de Lisboa Norte as máscaras cirúrgicas doadas. No fim da corda, estavam as embalagens dentro de sacos de plástico, trazidas até ao hospital de Santa Maria dentro de carros particulares. A 18 de março, outras ofertas mataram a fome: chegaram bolos d'A Casinha do Pão ao hospital, caixas e caixas que encheram uma mesa.

Ao longo dos últimos dias, hospitais em todo o país têm sido contactados por particulares, empresas pequenas e grandes e organizações não-governamentais para receberem equipamentos e comida. À SÁBADO, fonte oficial do hospital de Santa Maria fala em "largas dezenas de doações, numa verdadeira onda de solidariedade na luta contra o novo Coronavírus" - e dá alguns exemplos.



A este hospital, chegaram ventiladores da Fundação Benfica, da Rádio Renascença e de um particular. Várias pessoas doaram Fatos de Proteção Individual ao Santa Maria, bem como a PortoBay, a comunidade chinesa e uma associação de dentistas, a Mundo a Sorrir. Também foi entregue gel desinfetante remetido pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa e por vários privados.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais