Costa perdeu a cabeça com Marta Temido

Costa perdeu a cabeça com Marta Temido
Margarida Davim 25 de junho de 2020

"É mentira, é mentira", disse o primeiro-ministro quando a ministra da Saúde afirmou na reunião com especialistas do Infarmed que o Norte do país tinha estado em confinamento

Foi um momento de explosão que deixou todos os presentes perplexos. Representantes de todos os partidos, parceiros sociais, conselheiros de Estado, epidemiologistas. Todos viram António Costa interromper Marta Temido, em tom irritado, quando a ministra da Saúde disse que o Norte do país tinha estado em confinamento.

"É mentira, é mentira", atirou o primeiro-ministro, quando Temido notava que a Norte tinha havido a dada a altura mais contágios com covid-19 durante o Estado de Emergência do que agora na região de Lisboa e Vale do Tejo. Para Costa, esta era uma imprecisão, porque, como frisou, alguns setores de actividade – sobretudo na indústria – nunca estiveram em confinamento.

A irritação de Costa com a titular da pasta da Saúde foi noticiada pela Visão e confirmada à SÁBADO por várias fontes presentes na reunião desta quarta-feira.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais