Como Hélder Bataglia passou de alvo a delator

Como Hélder Bataglia passou de alvo a delator
António José Vilela 16 de março de 2017

Os investigadores andam atrás do empresário luso-angolano há vários anos. Agora, o alvo transformou-se num delator. E só falta saber se já disse tudo – e se será premiado por isso

Primeiro, Hélder Bataglia disse que só tinha emprestado meio milhão de euros a José Paulo Pinto de Sousa, um dos primos de José Sócrates. Mas, pressionado pelo Ministério Público (MP) – que o vigiou, escutou (a ele e a vários familiares e amigos) e ameaçou deter –, o empresário, que nos últimos anos tem sido investigado em vários processos crime e que é hoje um dos suspeitos no inquérito que visa a derrocada do BES Angola (BESA), percebeu que tinha de falar. E reconheceu às autoridades que, afinal, o montante foi superior a 7 milhões de euros. Bataglia transformou-se num delator.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais