Adiamento: Defesa de Sócrates quer ser ouvida antes de PGR decidir

Cátia Andrea Costa 16 de março de 2017

O advogado Pedro Delile desafiou ainda Joana Marques Vidal a acabar com aquilo que considerar serem "abusos", visto que os prazos indicados pela PGR foram ultrapassados

A defesa do antigo primeiro-ministro José Sócrates quer ser ouvida pela procuradora-geral da República, Joana Marques Vidal, antes que esta decida sobre o eventual prolongamento do prazo para a conclusão da Operação Marquês.

Em declarações à TSF, o advogado Pedro Delile desafiou ainda Joana Marques Vidal a acabar com aquilo que considerar serem "abusos", visto que os prazos indicados pela PGR foram ultrapassados. "[Joana Marques Vidal] tem que mostrar que a palavra da PGR é uma palavra com autoridade", disse.

Os procuradores do inquérito solicitaram à procuradora-geral da República pelo menos mais dois meses para concluir a investigação. Segundo fonte ligada ao processo adiantou à Lusa, o pedido de prorrogação foi redigido pelo procurador Rosário Teixeira do Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP), titular do processo.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais