Sara, a menina síria que ainda não sabe que o irmão morreu

Sara, a menina síria que ainda não sabe que o irmão morreu
Mariana Branco 18 de outubro de 2019

Milhares de civis fogem das suas casas enquanto os bombardeamentos no norte da Síria continuam. Sara, de oito anos, perdeu o irmão num destes ataques. Em nove dias, 218 civis morreram e os feridos são já mais de 650.

A ofensiva turca bombardeou repetidamente na quinta-feira a localidade fronteiriça de Qamishli, no nordeste da Síria. Centenas de pessoas em carros, táxis, camiões e motas tentaram fugir de mais um ataque da aviação turca e dos rebeldes sírios aliados de Ancara que combatem no terreno.

Apesar de ao fim da noite ainda não existir a confirmação de nenhuma vítima mortal, aquela região faz o luto pelos mortos diariamente, escreve o El País. Em nove dias da ofensiva turca ao norte da Síria 218 civis morreram e os feridos são já mais de 650. Os bombardeamentos mataram 18 crianças e deixaram hospitalizadas pelo menos 35.

Sara acha que o irmão ainda está vivo
A família Al Garib é uma das que mais sofreu com os ataques. No hospital Al Salam, Yusef Al Garib tentou não disfarçar a dor quando a sua filha Sara, de oito anos, perguntou pelo irmão Mohamed, de 11. "Está no quarto ao lado, mal como tu, mas rapidamente vem brincar contigo", respondeu o homem de 45 anos. Com os olhos em lágrimas pedia a cumplicidade dos enfermeiros e familiares que ali se encontravam.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais