Militantes em Gaza atacam Israel com foguetes após acordo de cessar-fogo

Lusa 14 de novembro de 2019
As mais lidas

As sirenes dos ataques aéreos soaram em várias comunidades israelitas, perto da Faixa de Gaza, já que pelo menos cinco foguetes foram vistos a sair disparados do território palestiniano.

Os militantes islamitas na Faixa de Gaza dispararam esta quinta-feira uma série de foguetes contra Israel, horas depois de um cessar-fogo ter sido acordado para pôr fim a dois dias de intensos combates.

faixa de gaza
faixa de gaza Reuters

As sirenes dos ataques aéreos soaram em várias comunidades israelitas, perto da Faixa de Gaza, já que pelo menos cinco foguetes foram vistos a sair disparados do território palestiniano.

Os foguetes foram lançados depois de Israel e o grupo palestiniano Jihad Islâmica dizerem que estavam a conter os ataques mútuos, após o mais violento confronto na fronteira em meses.

Ninguém assumiu imediatamente a responsabilidade por esta nova vaga de ataques a Israel.

Não ficou claro imediatamente se Israel responderia ao ataque e qual seria o destino do cessar-fogo.

Os combates dos últimos dias mataram pelo menos 34 palestinianos, entre ao quais três mulheres, oito crianças e 18 militantes islâmicos.

Musab al-Berim, porta-voz da Jihad Islâmica, disse que o acordo mediado pelo Egito entrou em vigor às 05:30 (horário local, 03:30 em Lisboa).

Um porta-voz militar de Israel havia publicado no Twitter que a operação de Gaza "havia terminado", antes de uma onda de foguetes ter atingido novamente o território israelita.

Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Investigação
Opinião Ver mais