Macron garante justiça face a "extrema violência" dos "coletes amarelos"

Lusa 05 de janeiro de 2019
Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 25 de fevereiro a 3 de março
As mais lidas

O oitavo dia de manifestações dos "coletes amarelos" França registou um número recorde de 50 mil participantes por todo o país.

O presidente francês, Emmanuel Macron, garantiu hoje que a "justiça será feita" face à "extrema violência" contra a República num sábado que registou, em todo o país, o número recorde de 50 mil "coletes amarelos".

Na rede social Twitter, o governante notou como "mais uma vez, uma extrema violência atacou a República -- os seus guardiões, os seus representantes, os seus símbolos", depois de manifestantes terem tentado forçar a entrada em vários ministérios, em Paris.

"Os que cometem estes atos esquecem o coração do nosso pacto cívico. Justiça será feita", garantiu Macron, apelando a que todos voltem ao caminho de promoção do debate e do diálogo.

O denominado VIII ato dos "coletes amarelos", em França, contou hoje com 50 mil participantes, passando a deter o recorde de manifestantes, que têm exigido alterações nas políticas e causado inúmeros distúrbios.
Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Opinião Ver mais