Curdos iraquianos querem a independência. E agora?

Curdos iraquianos querem a independência. E agora?
Alexandre R. Malhado 27 de setembro de 2017

O presidente do governo regional do Curdistão, Massoud Barzani, anunciou a "vitória esmagadora do sim" no referendo. Contudo, Iraque e Turquia não reconhecem o referendo e ameaçam com manobras militares e discursos hostis. E agora?

Para milhões de curdos iraquianos, segunda-feira foi um dia histórico. Milhões puderam votar a sua própria independência, num polémico referendo promovido pelo governo regional do Curdistão, o corpo governativo que lidera as áreas curdas no norte do Iraque. Apesar das pressões vindas de Bagdad e da Turquia, que ameaçam encurralar a região, o presidente curdo, Massoud Barzani, anunciou esta terça-feira a "vitória esmagadora do sim". E agora?

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais