Clientes de grande rede pirata de IPTV desmantelada podem pagar €25 mil

Clientes de grande rede pirata de IPTV desmantelada podem pagar €25 mil
Leonor Riso 19 de setembro de 2019

Maior fornecedor de televisão pirata da Europa, o Xtream Codes, tinha cerca de cinco milhões de clientes. Foram identificados 22 suspeitos de várias nacionalidades.

Esta quarta-feira, foi anunciado o desmantelamento de uma das maiores redes pirata de IPTV da Europa, que distribuía de forma ilegal séries e filmes, alguns da Netflix. A ação foi concertada entre vários países e coordenada pelo Eurojust.

Esta rede criminosa internacional que cometia fraude com IPTV chamava-se Xtream Codes e arrancou em 2015. Para o Eurojust, a operação "demonstra que o crime organizado está a expandir as suas atividades a violações em grande escala do copyright de conteúdos audiovisuais".

As diligências resultaram de investigações conduzidas por procuradores de Nápoles e de Roma, que se juntaram depois de o Eurojust ter aberto uma diligência. Com o apoio judicial e da polícia da Bulgária, Alemanha, Grécia, França e Holanda, foi possível identificar 22 suspeitos de várias nacionalidades.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais