Nunca se venderam tantos carros em Portugal

Nunca se venderam tantos carros em Portugal
Bruno Faria Lopes 25 de agosto de 2017

As vendas de novos superam as expectativas, mas é nos usados que acontece a revolução. À recuperação da economia e à expansão do crédito junta-se outro motor potente: o turismo

A confirmarem-se os ritmos de crescimento do mercado de carros novos e de usados vão vender-se em Portugal mais de um milhão de carros este ano, um novo recorde. A forte recuperação da confiança na economia, a expansão do crédito automóvel e o salto no turismo são os motores que puxam pelas vendas totais.

Nos carros novos, a associação que representa o sector, a ACAP, previa um crescimento de 2% para as vendas de ligeiros novos de passageiros este ano e de 3% para os comerciais – afinal, depois da crise recorde que assolou o mercado entre 2011 e 2012 (ano em que se venderam menos carros novos do que em 1985), a recuperação levou a taxas de crescimento que chegaram a 68% em 2015.

Mas nos primeiros sete meses deste ano as vendas de ligeiros e comerciais cresceram 7,8% e 11,8% respectivamente. A manter-se este ritmo, o volume total de ligeiros novos vendidos pode vir a ser o maior desde 2002, cerca de 223 mil carros, passando por pouco o pico de 2010, véspera da entrada da troika em Portugal. Nos comerciais este vai ser o melhor ano desde 2010.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais