Os destinos cruzados de Rui Vitória e Bruno Lage no Benfica

Os destinos cruzados de Rui Vitória e Bruno Lage no Benfica
Diogo Camilo 04 de janeiro de 2019

O Benfica anunciou a saída de Rui Vitória e, para o seu lugar, foi apontado Bruno Lage. O caminho de ambos cruza-se em 2004, quando ambos chegaram a treinadores dos juniores e juvenis do clube da Luz.

O Benfica anunciou, esta quinta-feira, a saída de Rui Vitória como treinador da equipa principal. Para o seu lugar, as "águias" chamaram o técnico da equipa B, Bruno Lage, mas o percurso de ambos cruza-se antes, muito antes.

No ano de 2004, Luís Filipe Vieira iniciou uma revolução no futebol do clube da Luz e apontou António Carraça como gestor do futebol de formação. Com um plano assentado na juventude e a pensar na construção de um centro de treino e estágio inovador – o Caixa Futebol Campus, no Seixal, viria a ser inaugurado em 2006 -, o novo presidente apostou em dois jovens treinadores para liderar os juniores e juvenis do Benfica, aconselhado por Carraça.

O novo treinador dos sub-19 das "águias", Rui Vitória, chegava do Vilafranquense, a disputar a antiga II Divisão B. Para os sub-17 foi nomeado como treinador Bruno Lage, depois de ter sido adjunto de Fazendense, Estrela de Vendas Novas e Sintrense. Ambos com o perfil semelhante: licenciaturas em Educação Física e históricos em clubes humildes do futebol nacional.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais