O que muda no apoio às famílias em teletrabalho

O que muda no apoio às famílias em teletrabalho
Ana Bela Ferreira 18 de fevereiro
Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 25 de fevereiro a 3 de março
As mais lidas

O Governo aprovou mudanças nos apoios às famílias, para os pais que estão em teletrabalho. Saiba o que muda.

Ainda sem data concreta para entrar em vigor, o Governo alargou os apoios às famílias que tenham os filhos em casa devido ao fecho das escolas. A lei deve começar a ser aplicada mal seja promulgada pelo Presidente da República.

Quem é abrangido por esta alteração?

O Governo aprovou o alargamento do apoio excecional à família para quem se encontra em teletrabalho e decida interromper este regime para prestar assistência à família, nos casos em que se trate de famílias monoparentais; famílias que tenham pelo menos um elemento num equipamento de apoio à primeira infância, o pré-escolar ou o 1.º ciclo do ensino básico; e ainda famílias que tenham, pelo menos, um dependente com deficiência, com incapacidade comprovada igual ou superior a 60%, independentemente da idade.



Que apoio é dado a estas famílias?


Se o apoio à família for prestado semanalmente de forma alternada entre os dois progenitores, o apoio dado corresponde a 100% do salários dos progenitores. A totalidade do salário será também paga em caso da família ser monoparental.

O valor de referência para este apoio é o salário base dos trabalhadores.

Ao manter a totalidade dos rendimentos para os casais que decidam alternar o apoio, o Governo pretende "proteger o rendimento das famílias e promover o equilíbrio na prestação de assistência à família.



O que estava em vigor até aqui?


Até à data, as famílias tinham um apoio que se destinava apenas a um dos progenitores que abdicasse do trabalho para prestar assistência à família e apenas se o outro progenitor não estivesse em teletrabalho.

Esse apoio limitado a famílias com menores de 12 anos a cargo, continuará em vigor e prevê o pagamento de 66% do salário. Sendo, 33% suportada pela entidade patronal e os outros 33% pela Segurança Social. Percentagens calculadas tendo em conta o salário base.



Quanto pode durar este apoio?


O apoio dura o tempo que for necessário, ou seja, enquanto as escolas estiverem encerradas devido à pandemia. Para aceder ao apoio deve consultar a página da Segurança Social onde tem a referência da declaração que deve preencher.



Quando pode concorrer a este novo apoio?


Deve aguardar a entrada em vigor do diploma. Ou seja, que este seja publicado em Diário da República. O que deve acontecer mal o diploma, que foi esta quinta-feira aprovado em Conselho de Ministros, seja promulgado pelo Presidente da República, como sublinhou a ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, na conferência de imprensa no final da reunião semanal do Governo.
Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Opinião Ver mais