Covid-19

Covid-19. E se a dose de reforço da vacina fosse um spray pelo nariz?

Covid-19. E se a dose de reforço da vacina fosse um spray pelo nariz?
Diogo Camilo 01 de setembro

Vacinas intra-nasais originam mais e diferentes tipos de defesas contra o novo coronavírus e, além de prevenirem formas graves da doença, conferem maior imunidade contra novas infeções. Existem sete candidatas em ensaios clínicos e estudo define que “estratégia de vacinação ideal” passa por uma dose de reforço com este tipo de vacina.

A covid-19 é uma doença respiratória cujo vírus entra pela boca ou nariz e que, na maior parte dos infetados, fica-se pelo trato respiratório superior, ou seja até à garganta. Apesar disso, as vacinas em Portugal e em todo o mundo são administradas no deltóide, o músculo na parte superior do braço. 

Das mais de cem vacinas em estudos neste momento, apenas sete são administradas por onde o vírus entra, de facto, no organismo. As vacinas intra-nasais contra a covid-19 conferem mais e diferentes tipos de defesa contra o novo coronavírus e podem ser a chave para reduzir o número de infeções e a criação de novas variantes do vírus que provoca a doença.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais