O que nunca se deve dizer numa relação

O que nunca se deve dizer numa relação
Vanda Marques 22 de janeiro de 2020

Especialistas aconselham evitar expressões como "O que é que eu fiz desta vez?", "Nunca ajudas" ou "Não és minha mãe".

O discurso deixou todos emocionados. De pé e de olhos postos na mulher, disse: "É nos momentos de maior dificuldade e dor que encontramos o tesouro." O tesouro era ela, a Rainha Isabel II, e o discurso era do príncipe Filipe, no 10º aniversário do casamento de ambos. Bonito, certo? Só não sabemos até que ponto é verdade - a cena faz parte de um episódio da série The Crown. Sabemos sim que, para aguentar os momentos difíceis, é preciso um guia para sobreviver às discussões.

É pôr de lado os insultos, as respostas tortas, os braços cruzados, o famoso revirar de olhos e mudar a forma de falar. "O diálogo e a forma de comunicar são fundamentais", refere a terapeuta familiar, Catarina Mexia. A especialista recorda um exercício que dá aos casais: sentarem-se frente a frente para falarem dos problemas, mas com tempo limitado - para evitar que percam o foco. Antes disso, têm de estruturar os argumentos por escrito para "arrumar as emoções". A conversa termina com uma solução de consenso. Parece simples, mas é um desafio. Para o ajudar a enfrentar tudo isto, pedimos a vários especialistas que nos fizessem um dicionário das palavras proibidas. É tomar nota.

Nunca ou sempre
"As generalizações são terríveis e são a pior coisa para desmoralizar as pessoas. Porque nunca são verdade", esclarece Catarina Mexia. A terapeuta alerta ainda para o facto de estas palavras acabarem com todos os esforços que a outra pessoa fez. "Ao dizer algo como ‘és sempre a mesma coisa’ ou ‘nunca ajudas’ dá a entender que a pequena mudança que aquela pessoa fez não valeu a pena." A terapeuta familiar Cláudia Morais também elege estas palavras como as piores. "Na prática, quando centramos a nossa crítica em generalizações e não num comportamento específico, é mais fácil que a outra pessoa se sinta injustiçada e atacada e isso dificulta o rumo da discussão."

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais