Elon Musk: "A nível pessoal, o pior ainda está para vir"

A.R.M. 17 de agosto de 2018

O CEO da Tesla, Elon Musk, deu uma das entrevistas mais pessoais até hoje: 2018 tem sido "o ano mais difícil e doloroso".

O CEO da Tesla, Elon Musk, deu uma das entrevistas mais pessoais até hoje. Ao The New York Times, o magnata e cientista admitiu que, a nível profissional, 2018 tem sido "o mais difícil e doloroso". Contudo, do ponto de vista pessoal, "o pior ainda está para vir".

"Pensava que o pior já tinha passado. (...) Para a Tesla o pior já passou, de um ponto de vista operacional. Mas de um ponto de vista pessoal, o pior ainda está para vir", disse.

Musk não detalhou o que "está para vir". Contudo, a imprensa especula que poderá ter que ver com a preocupação de alguns membros do conselho da Tesla com a situação psicológica de Musk, especificamente com o uso de Ambien (medicamento para insónias), cujo consumo "contribuirá para as sessões noite dentro no Twitter".

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login