Roseta atrapalha distribuição de pelouros de Carlos Moedas
18 de outubroMargarida Davim

Roseta atrapalha distribuição de pelouros de Carlos Moedas

Carlos Moedas foi para a tomada de posse sem pelouros distribuídos pelos seus vereadores. Há pastas penduradas e uma incógnita trazida pela vontade de Filipa Roseta de se manter deputada. Distribuição de pastas só se fará depois da primeira reunião de Câmara.

Os melhores negócios de casas até ao final do ano
07 de outubroRaquel Lito

Os melhores negócios de casas até ao final do ano

Não basta comparar preços. Há que aguardar pelo achado, como um T3 novo em Lisboa por €153 mil, saber como comprar em planta, ou ainda tentar as rendas acessíveis. Proprietários, investidores e inquilinos contam à SÁBADO como foram as transações de 2021 – e, em alguns casos, como esperam fechá-las com sucesso.

O moralista

A húbris é uma cabra

Quem sufocou Fernando Medina no Tejo não foi Carlos Moedas, foi a húbris. A húbris da boquinha sobranceira de Medina, do urbanismo predatório oposto aos ideais que diz adoçarem-lhe os lábios, da “mobilidade alternativa” para inglês ver, da habitação jovem por entregar.

A Câmara virou. E agora?
02 de outubroMargarida Davim

A Câmara virou. E agora?

Para governar Lisboa, Moedas vai ter de dar a volta a uma situação desfavorável: não tem maioria na vereação nem na Assembleia Municipal. Sem acordos com a esquerda, terá de fazer navegação à vista e encontrar algumas soluções criativas.

O material tem sempre razão

O resultado das autárquicas é claro: os portugueses começam a dar os primeiros sinais de cansaço de António Costa. O líder do PS já tinha percebido isso quando apresentou ao partido e ao País os seus sucessores. Fernando Medina já chumbou.

A Newsletter SÁBADO É TODOS OS DIAS no seu e-mail
NEWSLETTER EXCLUSIVA PARA ASSINANTES O resumo das notícias pela redação da SÁBADO, sempre ao início da manhã. (Enviada de segunda a sexta)