"Tutti Frutti". PJ reformado pago por fora para investigar favores políticos

'Tutti Frutti'. PJ reformado pago por fora para investigar favores políticos
SÁBADO 20 de janeiro de 2020

O Ministério Público retirou da esfera da PJ a perícia financeira da operação "Tutti Frutti". As análises às contas foram atribuídas a um perito independente.

O Ministério Público retirou da esfera da Polícia Judiciária (PJ) a perícia financeira da operação "Tutti Frutti", que investiga crimes de corrupção passiva, tráfico de influência, participação económica em negócio e financiamento proibido em autarquias, sociedades e instalações partidárias. Segundo o Jornal de Notícias, as análises às contas foram atribuídas ao perito independente Edígio Cardoso, que é o antigo diretor da Unidade de Perícia Financeira e Contabilística (UPFC) da PJ, aposentado há mais de um ano.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais