Suspeito de 17 furtos é detido na posse de armas proibidas em Castelo Branco

Lusa 23 de abril de 2020
As mais lidas

Operação da GNR permitiu também recuperar e apreender oito armas de fogo, munições e 690 euros.

A GNR deteve um homem de 38 anos suspeito da autoria de 17 furtos a residências e propriedades agrícolas e por posse de armas proibidas no concelho de Castelo Branco, anunciou, esta quinta-feira, aquela organização de segurança.

GNR, xxx, carro, porta, símbolo
GNR, xxx, carro, porta, símbolo

Em comunicado, o Comando Territorial de Castelo Branco explica que a detenção ocorreu na segunda-feira, em Alcains, através de militares do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Castelo Branco.

A GNR, no âmbito de uma investigação, com cerca de três meses, relacionada com 17 furtos em residências, propriedades agrícolas e posse de armas proibidas, deu cumprimento a um mandado de busca domiciliária.

"Os militares deram cumprimento a um mandado de busca domiciliária, que, para além da detenção, permitiu recuperar e apreender oito armas de fogo, munições, 690 euros em numerário, armas brancas, calçado e vestuário, bens alimentares, bebidas alcoólicas, telemóveis, computadores portáteis, monitores, pequenos eletrodomésticos, ferramentas elétricas, equipamento de construção civil, consolas, uma câmara de vigilância e lanternas", lê-se na nota.

A GNR adianta ainda que as armas de fogo "eram armas de alarme alteradas para armas de fogo e por isso classificadas como proibidas".

O detido foi presente no Tribunal Judicial de Castelo Branco na quarta-feira, que lhe aplicou a medida de coação de prisão preventiva.

Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Investigação
Opinião Ver mais