Seguradoras prometem reforçar fundos e rapidez nos pagamentos

Lusa 23 de outubro de 2017
Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 21 a 27 de janeiro
As mais lidas

"Queremos rapidamente fazer chegar os fundos às zonas agora atingidas", indica Galamba de Oliveira.

A Associação Portuguesa de Seguradores prometeu hoje estender o fundo solidário aplicado em Pedrógão Grande aos incêndios da semana passada, agilizando processos para que os pagamentos, que se estimam em centenas de milhões euros, cheguem com rapidez.

Esta garantia foi deixada pelo presidente da Associação Portuguesa de Seguradores, José Galamba de Oliveira, no final de uma reunião de uma hora com o primeiro-ministro, António Costa, e com o ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, em São Bento, Lisboa.

José Galamba de Oliveira afirmou que o sector segurador irá actuar em relação aos danos dos incêndios de 14 e 15 de Outubro passados "exactamente" com os mesmos critérios que aplicou após os incêndios de Junho em Pedrógão Grande (distrito de Leiria).

"Queremos rapidamente fazer chegar os fundos às zonas agora atingidas, embora neste caso se verifique uma maior complexidade devido a uma elevada dispersão geográfica no que respeita às áreas atingidas", declarou, estimando depois que a maioria dos apoios possa chegar aos beneficiários num prazo médio de oito semanas.

De acordo com José Galamba de Oliveira, serão "muito rapidamente colocadas no terreno as mesmas equipas que já trabalharam em Pedrógão Grande no sentido de agilizar os processos".

"Estão no terreno desde segunda-feira da semana passada as equipas multidisciplinares de peritos que estão a analisar os danos para que os seguros possam ser accionados de uma forma imediata, permitindo que as indemnizações cheguem rapidamente às famílias e às empresas. Acreditamos que o valor global das indemnizações esteja na casa das centenas de milhões de euros", frisou.

Perante os jornalistas, José Galamba de Oliveira disse que o fundo de solidariedade para familiares de vítimas foi constituído com dois milhões de euros, prevendo-se que haja a curto prazo um reforço com mais um milhão de euros.

O valor "dependerá do número de vítimas mortais e de feridos graves, que não está ainda a 100% balizado. Neste fundo, vão existir os capitais necessários para chegar a todos os beneficiários, sendo utilizados exactamente os mesmos critérios de Pedrógão Grande", acrescentou.
Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana.
Boas leituras!
Artigos Relacionados
Opinião Ver mais