Os pupilos da senhora reitora

Os pupilos da senhora reitora
Bruno Faria Lopes 25 de fevereiro de 2021

Das nomeações para o gabinete no ISCTE, de que é reitora, à orientação de teses de ex-governantes e jovens socialistas, a rede de Maria de Lurdes Rodrigues ilustra o circuito fechado, e antigo, entre o PS e uma das universidades mais influentes do País.

Sessenta anos é uma idade invulgar para terminar a solitária travessia no deserto que é um doutoramento – mas foi com essa idade que Maria Luísa Araújo defendeu com sucesso, no verão de 2015, a sua tese sobre educação para adultos. A doutoranda fizera a maior parte da carreira no Banco de Portugal e chegara tarde ao mundo das políticas públicas, pela mão de uma amiga: Maria de Lurdes Rodrigues, a ministra de quem foi adjunta no primeiro governo de José Sócrates.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais