Operação "Natal Tranquilo" mais longa e com o dobro dos mortos da do ano passado

Lusa 27 de dezembro de 2018
As mais lidas

Os dados finais da GNR apontam para 1.360 acidentes, 15 mortos, 29 feridos graves e 449 feridos ligeiros durante o decorrer da operação no país.

Quinze pessoas morreram na operação "Natal Tranquilo" da GNR este ano, mais do dobro da operação do ano passado, que durou menos um dia, segundo a corporação.

Os dados finais apurados pela GNR relativos à operação "Natal Tranquilo", que decorreu entre os dias 21 e 26, apontam para 1.360 acidentes, 15 mortos, 29 feridos graves e 449 feridos ligeiros.

Segundo a GNR, a operação deste ano, que durou mais um dia do que a do ano passado, foi mais negativa a todos os níveis: mais 313 acidentes rodoviários, mais oito vítimas mortais, mais cinco feridos graves e mais 112 feridos ligeiros.

Durante a operação "Natal Tranquilo" a GNR reforçou o patrulhamento e a fiscalização nas vias com maior tráfego nesta altura do ano no país.

A operação contou com a participação de mais de 1.400 militares da Unidade Nacional de Trânsito e dos Comandos Territoriais.

O objectivo foi, segundo a GNR, prevenir a sinistralidade rodoviária, garantir a fluidez do tráfego e apoiar todos os utentes das vias, no sentido de lhes proporcionar uma deslocação em segurança.
Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Opinião Ver mais