Ninguém consegue cobrar 1,5 milhões a João Rendeiro

Ninguém consegue cobrar 1,5 milhões a João Rendeiro
Carlos Rodrigues Lima 03 de abril de 2019

Condenado em 2013 pelo Banco de Portugal, nenhum tribunal conseguiu ainda executar a coima ao antigo banqueiro. Juiz queria enviar outro processo para o arquivo, mas MP impediu.


Condenado pelo Banco de Portugal em 2013 ao pagamento de uma multa de 1,5 milhões, pena confirmada por vários tribunais, até hoje João Rendeiro, antigo presidente do Banco Privado Português (BPP) não pagou um cêntimo. Os outros dois antigos gestores do banco, Fezas Vital e Paulo Guichard, idem. De todos os condenados, apenas Fernando Lima tem pago a prestações os 200 mil euros a que foi condenado.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais