Jovem homicida ajuda mãe a procurar a filha morta

Jovem homicida ajuda mãe a procurar a filha morta
SÁBADO 29 de maio de 2020

Beatriz Lebre, estudante de psicologia e música, foi morta pelo colega Rúben Couto, que confessou crime por ciúmes.

Rúben foi dos primeiros a contactar a mãe de Beatriz quando foi dado o alerta para o desaparecimento, faz esta sexta-feira uma semana, em Lisboa. Colega no mestrado, apresentou-se como muito próximo da jovem de 23 anos e ajudou a contactar os amigos, para ver se descobriam algo sobre o paradeiro da estudante de Psicologia e Música, revela esta sexta-feira o Correio da Manhã. Estava combalido: garantia que nada sabia da universitária e fez-se passar por seu namorado. O que é desmentido pelos mais próximos, que contaram que ela teria reatado a relação com um antigo colega, do Alentejo como ela.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais