Fernando Gomes considera "grave e condenável" insultos racistas a Marega

Lusa 16 de fevereiro de 2020
Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 29 de julho a 4 de agosto
As mais lidas

"Os comportamentos racistas são intoleráveis numa sociedade aberta e evoluída", refere Fernando Gomes, considerando que nenhum cidadão pode "pactuar com atitudes racistas e xenófobas".

O presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, considerou hoje "grave e condenável" os insultos racistas de que Moussa Marega foi alvo, em Guimarães, e que estes têm que ser severamente punidos.

"Os comportamentos racistas são intoleráveis numa sociedade aberta e evoluída", refere em comunicado Fernando Gomes, considerando que nenhum cidadão se pode rever "e muito menos pactuar com atitudes racistas e xenófobas".

O maliano Moussa Marega abandonou hoje o relvado do Estádio Dom Afonso Henriques, poucos minutos após marcar o golo do triunfo do FC Porto (2-1), e apesar dos intentos dos colegas e adversários em o demover, por insultos racistas.

"Os autores de insultos racistas devem ser identificados e levados perante a justiça", refere Fernando Gomes, acrescentando que a FPF "repudia comportamentos racistas, venham de onde vierem e seja qual for o local em que se verifiquem".

A FPF manifesta ainda a sua solidariedade para com o atleta Moussa Marega.

"Enquanto presidente da FPF, asseguro que tudo continuarei a fazer para que os adeptos que não respeitam o futebol fiquem definitivamente à porta dos estádios. Este é um combate urgente de toda a sociedade", termina Fernando Gomes.

Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Investigação
Opinião Ver mais