Ensino Superior. Como será o regresso?

Os estabelecimentos de ensino já estão a preparar as listas para testar os alunos no regresso às aulas, mas lançam vários alertas sobre a testagem. Aulas laboratoriais regressam ao regime presencial e teóricas dependem de cada faculdade.

Os estudantes do Ensino Superior começam a regressar às salas de aula a 19 de abril, mas o desconfinamento nas universidades e politécnicos será feito por passos e de forma faseada. As aulas laboratoriais regressam ao regime presencial e, no caso das teóricas, há a hipótese de regime misto, em que metade dos alunos estão na sala e os restantes podem assistir a partir de casa. "Ao contrário do que acontece com as escolas, no Ensino Superior não haverá um regresso total e imediato de estudantes às universidades naquele dia", explicou à SÁBADO a Universidade do Porto, que está neste momento a preparar o regresso às atividades presenciais.

Na Universidade do Porto, apesar de o programa não estar ainda concluído, é expectável que seja adotado o mesmo regime que foi implementado em setembro do ano passado, a propósito do arranque do ano letivo. Neste caso, a universidade funcionava em regime híbrido de ensino entre presencial e à distância. "Tipicamente, as aulas eram dadas presencialmente, mas apenas metade da respetiva turma se encontrava no local, com a outra metade a acompanhar as aulas à distância, havendo depois lugar a rotações de presencial entre as duas metades de turma."

Já na capital, pela Universidade Nova de Lisboa está tudo preparado para funcionar "o mais possível em regime presencial". Além do uso obrigatório de máscara, o número de alunos por sala será adequado ao tamanho da mesma, para que seja garantida a distância física, à semelhança daquilo que acontece nas restantes instituições.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais