Diretor do DIAP do Porto pediu a demissão

Diretor do DIAP do Porto pediu a demissão
Carlos Rodrigues Lima 23 de junho de 2021

Procurador João Rato apresentou ao Conselho Superior do Ministério Público um pedido de "cessação da comissão de serviço". Procuradoria terá tentado desviar o magistrado das investigações para o processo Operação Lex

O diretor do Departamento de Investigação e Acção Penal do Porto, o procurador João Rato, apresentou a demissão do cargo. Segundo informações recolhidas pela SÁBADO, o magistrado terá ficado desagradado com um convite que lhe foi feito para assumir a Operação Lex, o que foi entendido por vários procuradores como uma forma de o afastar do DIAP do Porto, que nos últimos anos tem levado a cabo várias investigações que têm colocado em causa antigos políticos, como Agostinho Branquinho, ou titulares de cargos políticos em exercício de funções, como o atual presidente da câmara, Rui Moreira, acusado no caso Selminho, ou o presidente da câmara de Ovar e vice-presidente do PSD, Salvador Malheiro.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais