Congresso: CDS em risco de estar ilegal como o Chega?

Congresso: CDS em risco de estar ilegal como o Chega?
Margarida Davim 08 de outubro

Um militante de Marco de Canaveses ameaça com queixa ao Tribunal Constitucional. Mas na direção do CDS não há intenção de alterar a data do Conselho Nacional.


A data do Conselho Nacional do CDS, marcado para este domingo, está no centro de uma disputa entre a oposição interna e a direção de Francisco Rodrigues dos Santos. Os opositores insistem na ilegalidade da convocatória e ameaçam com uma queixa que pode declarar nulo o Congresso. Mas a direção do partido garante que está tudo legal e que não vai mudar o dia da reunião.

Numa carta entregue esta sexta-feira no Largo do Caldas, a que a SÁBADO teve acesso, Carlos Pinheiro, um militante de Marco de Canaveses, faz um ultimato ao presidente do Conselho Nacional do CDS.

"A menos que reformule a convocatória em causa e designe nova data para a realização do Conselho Nacional, com respeito pelas regras regimentais e legais, me verei forçado a impugnar todas as deliberações tomadas e a recorrer para o Tribunal Constitucional", escreve Carlos Pinheiro.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais