Chamar "palhaço" a um polícia não é crime

Chamar 'palhaço' a um polícia não é crime
Carlos Rodrigues Lima 29 de maio de 2018

Juízes consideraram a linguagem como "ordinária", mas insuficiente para configurar um crime de injúrias

Primeiro, foi um discussão com o taxista que a transportou até à esquadra da PSP, em Massamá, no dia 1 de junho do ano passado. Chegada aí, Mónica, 33 anos, com a ajuda da polícia, acabou por resolver o problema da tarifa do táxi, tendo, de imediato, dito aos agentes que pretendia apresentar uma queixa por violência doméstica.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais