Sete crianças mortas num tiroteio numa escola na Rússia

Sete crianças mortas num tiroteio numa escola na Rússia
Ana Bela Ferreira 11 de maio
Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 1 a 7 de dezembro
As mais lidas

Além das vítimas mortais há ainda vários feridos. Governador da região fala num único atacante de 19 anos que já foi detido.

Um tiroteio numa escola em Kazan, na Rússia, matou sete crianças e feriu 16 pessoas, indicou o governador da região. As primeira notícias davam conta de 11 mortes, mas a informação oficial remete agora para sete crianças e para apenas um atacante, que já foi detido.

"Perdemos sete crianças... quatro meninos e três meninas. E 16 pessoas, 12 crianças e quatro adultos estão no hospital", referiu Rustam Minnikhanov, o governador da região do Tartasistão, onde se insere a cidade de Kazan.

Um vídeo mostra duas crianças a saltar do terceiro andar do edifício da escola para espacar às balas.

Classificando o ataque como uma tragédia para todo o país, o responsável indicou que não parece haver mais ninguém envolvido, além do adolescente que já foi detido. "O terrorista já foi detido. Tem 19 anos e estava registado como portador de uma arma."

Este tipo de ataques é raro na Rússia. O último incidente do género aconteceu na Crimeia, em 2018, quando um aluno universitáiro matou 19 pessoas, antes de se suicidar.

Kazan é a capital da região Tartasistão, uma região de maioria muçulmana.

Um vídeo mostra o interior da escola, com várias janelas partidas e sinal de ter havido uma explosão, como relatam algumas testemunhas.

Apesar das declarações do governador, os media acreditam que o número de vítimas pode ainda aumentar, uma vez que uma fonte do ministério da saúde falava em 11 mortes.

Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Investigação
Opinião Ver mais