EUA

O que aconteceu à criança fotografada a chorar nos EUA?

Yanela foi captada enquanto a mãe estava a ser revistada por um agente das autoridades fronteiriças, na fronteira entre o México e os EUA. Pai alega que ela não foi separada da mãe.

Yanela é a criança que comoveu o mundo e se tornou um símbolo da separação de famílias migrantes sob a política de "zero tolerância " de Donald Trump. A sua imagem percorreu as publicações internacionais e até foi capa da revista norte-americana Time. Porém, há uma questão mais preeminente que esta: afinal onde está Yanela? Segundo o pai da criança, Denis Javier Varela Hernandez, mãe e filha não foram separadas depois do momento da fotografia e estão juntas numa instalação chamada South Texas Family Residential Center na cidade de Dilley, onde estão alegadamente a aguardar para serem expulsas de território norte-americano e encaminhadas para as Honduras. A informação foi confirmada pelo pai ao The Washington Post na quinta-feira à noite.

No início, não foi fácil descobrir o paradeiro da menina e da mãe. Também há dúvidas quanto às declarações do pai. Muitos, incluindo o autor da fotografia, especularam que mãe e filha foram separadas, uma vez que foi isto que aconteceu a mais de 2300 crianças migrantes desde 5 de Maio. Espera-se que a situação mude com o novo documento aprovado pelo presidente Donald Trump  a revogar a sua decisão anterior e a impedir a desunião das famílias.

O site noticioso Buzzfeed anda desde sábado a tentar contactar as autoridades norte-americanas responsáveis pelo caso, de forma a conseguir informações concretas. Até agora, um porta-voz da Protecção Aduaneira e Fronteiriça (CBP, em inglês) afirmou que a mãe, Sandra Maria Sanchez, de 32 anos, e a filha com 2 anos, não foram separadas de todo, mas também não soube esclarecer a sua localização. Os jornalistas foram encaminhados para o ICE (o serviço de Imigração e Controlo de Fronteiras dos EUA), que os informaram não conseguir ajudar por desconhecerem o nome e data de nascimento da mãe. Estes, contudo, acabaram por revelar o local onde estão retidas, que coincidiu com o facultado pelo pai da criança.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais