Salvatore, o funcionário público que faltou 15 anos ao emprego

Salvatore, o funcionário público que faltou 15 anos ao emprego
Leonor Riso 22 de abril
As mais lidas

Italiano de 67 anos é agora acusado de vários crimes e o mesmo aconteceu a quem lhe cobriu as faltas.

15 anos de faltas. Eis como Salvatore Scumace, um funcionário público da Calábria, uma província de Itália, recebeu o título de "rei das faltas" por parte da imprensa italiana. 

Luís Pinto, de 59 anos, foi também um dos fundadores do Académico de Leiria.
Luís Pinto, de 59 anos, foi também um dos fundadores do Académico de Leiria. Direitos Reservados
O operador técnico do serviço de emergência do hospital Pugliese Ciaccio em Catanzaro tem agora 67 anos e, depois de uma investigação policial, foi acusado de abuso de poder, falsificação e extorsão agravada. Afinal, desde 2005 que não trabalhava - mas tal não o impediu de receber €538 mil. 

Seis dirigentes do hospital, alguns dos Recursos Humanos, também estão sob investigação por terem permitido as faltas ao emprego. 

Na investigação, a que a polícia chamou Part Time, foram analisados registos de presenças e de remuneração, bem como ouvidos os colegas do hospital. 

Em 2005, a diretora do hospital quis avançar com um processo disciplinar ao funcionário face ao seu absentismo mas este ameaçou-a. Pouco depois, a diretora reformou-se e o seu sucessor nunca soube das faltas.