Atum vendido por 2,7 milhões de euros no Japão

Lusa 06 de janeiro de 2019
Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 22 a 28 de julho
As mais lidas

Venda histórica do atum rabilho de 237 quilos teve lugar no tradicional leilão de Ano Novo realizado no mercado de peixe de Tóquio, o maior do mundo.

Um atum rabilho foi este sábado vendido no Japão por um preço recorde de 333,6 milhões de ienes (2,7 milhões de euros), no tradicional leilão de Ano Novo realizado no mercado de peixe de Tóquio, o maior do mundo.

A venda histórica teve lugar no primeiro leilão realizado nas novas instalações do famoso mercado, transferido no final do ano passado de Tsujiki para Toyosu, uma ilha artificial na baía da capital.

O preço deste atum rabilho, com 278 quilos e capturado ao largo da costa de Aomori (norte), é o mais alto registado no mercado central de abastecimento em Tóquio desde 1999, data desde a qual há registos.

O atum foi licitado pelo presidente da cadeia de restaurantes Sushizanmai, Kiyoshi Kimura, que detinha desde 2013 o anterior recorde oferecido por aquela espécie, 155,4 milhões de ienes (1,27 milhões de euros).

Para o governador de Tóquio, Yuriko Koike, o resultado deste leilão representa um "tremendo empurrão" para o novo mercado de Toyosu.

Em 2001, o Governo da área metropolitana de Tóquio decidiu transferir Tsukiji, que abriu em 1935 no bairro de Chuo, para as margens do rio Sumida, na ilha artificial de Toyosu, dada a necessidade de maior área comercial.

No entanto, a deteção de vestígios de substâncias tóxicas no solo da nova superfície - onde estava localizada uma fábrica de gás - atrasou a mudança do mercado de peixe.

A mudança foi finalmente concluída 17 anos depois, em outubro de 2018.

Artigos Relacionados