Ryan Gosling: “Via quatro filmes por dia e vivia através dos filmes”

Nomeado já para dois Óscares, o ator fez uma pausa de quatro anos para cuidar das filhas, mas regressou com Agente Oculto como Ken em Barbie. Em miúdo, já era fascinado pela 7ª arte.

Durante quatro anos congelou a carreira de ator. Ryan Gosling quis apenas aproveitar a vida de pai, em casa com a mulher, a atriz Eva Mendes, e as duas filhas. Depois, explica, percebeu que tinha de “comprar cereais” e resolveu voltar ao cinema. Conta que durante a pandemia passou o tempo a ver Netflix e é com um filme desta produtora que regressa. Em Agente Oculto, obra dos irmãos Russo, com um orçamento de 200 milhões de euros, baseado numa história verídica, encarna o papel de herói de ação. O ator, que na escola era apelidado de “problema”, também fala do papel – que todos recusam – Ken, o namorado da boneca Barbie, num aguardado filme que estreia em 2023.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui