Este ano, na praia, a moda é Made In Portugal

Joana Emídio Marques 20 de julho

Comprar marcas portuguesas tornou-se um statement, uma declaração de bom gosto, sustentabilidade e aposta na slow fashion. Conheça as propostas nacionais para o verão.

Se há 500 anos deixávamos de ser os que apanhavam conchas à beira-mar para irmos em busca de pimenta, canela e açafrão, hoje o mar é o sonho dourado de criadoras de moda, artistas plásticos e empresários.

Já não vamos de caravelas, mas de biquínis e fatos de banho, de calções, de toalhas, de sacos de linho, de joalharia, de insufláveis e até de diamantes. Como criativas ou como veraneantes, exibem-se em nylons, crochês e licras floridas pelos areais, meninas e moças às quais nem Camões nem Bernardim desdenhariam um soneto.

Se há 10 anos a Cantê abriu caminho entre os muitos "nãos" que foi ouvindo para se afirmar como a primeira marca de swimwear portuguesa de sucesso – aquela que fazia as delícias das adolescentes (e não só) com os seus padrões e modelos românticos, muito diferentes daqueles que as marcas de fast fashion tinham para oferecer -, hoje a oferta é tanta que o difícil mesmo é escolher.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui