Há mais mulheres nos conselhos de administração, mas não mandam nada

Há mais mulheres nos conselhos de administração, mas não mandam nada
Marco Alves 12 de julho de 2020

Uma lei de 2017 veio obrigar as empresas a terem uma quota de mulheres administradoras. A lei está a ser cumprida, mas na prática elas estão a ser colocadas como membros não executivos

Luís Aguiar-Conraria não consegue conter o riso quando a SÁBADO lhe começa a ler quantas mulheres estão nas comissões executivas das empresas do PSI-20. O professor de economia e gestão da Universidade do Minho estava ciente da Lei nº62/2017 (que estabelece o "regime da representação equilibrada entre mulheres e homens nos órgãos de administração e de fiscalização das entidades do setor público empresarial e das empresas cotadas em bolsa"), mas imaginava que isso se iria traduzir em mais poder para as mulheres nas empresas. Pelo menos nas empresas do PSI-20, não necessariamente.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais