Governo deixa regulamentação da bitcoin nas mãos da União Europeia

Bitcoin. Regulamentação em Portugal nas mãos da União Europeia
Alexandre R. Malhado 22 de dezembro de 2017

O Governo e os partidos não tencionam regulamentar a Bitcoin, que valorizou quase 1.900% em 2017, e deixam a bola do lado da UE e dos supervisores.

Para já, o Governo deixa tudo nas mãos da Europa e não tenciona regulamentar a bitcoin, a moeda digital descentralizada que em 2017 valorizou quase 1.900% e já chega perto dos 20 mil dólares por unidade. O Executivo de António Costa e os partidos com assento parlamentar remetem mesmo qualquer intervenção sobre este assunto para a União Europeia e para os reguladores da banca (Banco de Portugal) e dos mercados (CMVM), apurou a SÁBADO.

Por sua vez, os supervisores portugueses apostam na transposição de uma directiva europeia de combate ao branqueamento de capitais e financiamento do terrorismo, que poderá estar na agenda do próximo G20. 

À SÁBADO, o vice-presidente do Grupo Parlamentar do PS e porta-voz do partido, João Galamba, disse que "a bitcoin deverá ser regulada a nível do G20 e da União Europeia", acrescentando que seria contraproducente "tomar iniciativas isoladas" de carácter nacional.  "Não me parece que um país ganhe qualquer coisa em tomar iniciativas isoladas", concretizou. Quanto ao Bloco de Esquerda e do PCP, partidos que apoiam os socialistas no Parlamento, também dizem à SÁBADO que não planeiam qualquer proposta de regulamentação da criptomoeda.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais