Bruno de Carvalho: "Não podemos desistir da 'guerra' jurídica relativa à farsa eleitoral"

Record 17 de setembro de 2018

Presidente destituído e Alexandre Godinho dizem que se mantêm "sempre disponíveis para, com a dignidade reposta, obter os necessários consensos em prol dos superiores interesses do Sporting".


Bruno de Carvalho e Alexandre Godinho anunciaram esta segunda-feira que vão prosseguir com todas as formas de se defenderem na Justiça, impugnando as ilegalidades que dizem existir. 

"Por nada nos pressupostos que inadvertidamente nos empurraram para este dia se ter alterado, não podemos desistir da 'guerra' jurídica relativa à farsa da destituição e à farsa eleitoral que se encontra consumada, especialmente por ainda nada se saber sobre a intenção e solução que esta nova direcção tenciona implementar para solucionar as gravíssimas e tão negativamente consequentes ilegalidades e irregularidades praticadas", pode ler-se no documento que sublinha que Bruno de Carvalho, ex-presidente dos leões, e Alexandre Godinho, ex-vogal do Conselho Directivo, se mantêm "sempre disponíveis para, com a dignidade reposta, obter os necessários consensos em prol dos superiores interesses do Sporting".

"A defesa da nossa honra e da nossa dignidade em face das ilegais acções/sanções disciplinares exigem, inevitavelmente, continuarem as acções judiciais em curso, pois que o seu abandono enfraqueceria substancialmente a possibilidade de êxito, na "batalha" judicial contra as referidas acções/sanções disciplinares, por conformação com actos ilegais originários naquelas".

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais