Covid-19

Que crimes podem estar implicados na vacinação indevida?

Que crimes podem estar implicados na vacinação indevida?
Catarina Moura 01 de fevereiro

Especialistas falam em abuso de poder, peculato, apropriação ilegítima ou até omissão de auxílio. Tudo depende de se tratar de uma instituição pública ou não. Ministério Público vai avançar com inquéritos.

Ainda no primeiro mês de vacinação, as denúncias de vacinas dadas a pessoas fora dos grupos prioritários sucederam-se. Com o país a entrar no segundo momento de vacinação da primeira fase, foi o Ministério da Saúde que avisou em comunicado: "A utilização indevida das vacinas contra a covid-19" pode ser "criminalmente punível". Advogados, magistrados e juízes concordam que há matéria para ser investigada.

A Procuradoria Geral da República anunciou, esta segunda-feira, ter aberto nove inquéritos relacionados com a administração de vacinas a não prioritários. É o caso do INEM do Porto e Lisboa, Segurança Social de Setúbal, o centro de apoio a idosos de Portimão, entre outros.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais